O que você precisa saber sobre investigação das causas do incêndio para apostar na prevenção

Por redação do Instituto Treni

Depois que o fogo se propaga ameaçando quem se encontra num ambiente em chamas, principalmente pelas queimaduras e fumaça tóxica, o objetivo principal no socorro é tentar salvar vidas. Os prejuízos materiais serão computados num segundo momento. Porém, a partir da tragédia consumada, a investigação das causas do incêndio exige conhecimento técnico e deve mobilizar polícia científica, profissionais especializados e bombeiros. Durante essa apuração, o papel do bombeiro é especialmente relevante, pois é ele quem primeiro chega ao local do acidente, apreendendo os indícios encontrados, ainda que, em seguida, possam ser destruídos totalmente pelo fogo.

No campo da prevenção de incêndio, conhecer a opinião do comandante que primeiro chegou ao local do sinistro é condição essencial para evitar novas tragédias, uma vez que teorias aleatórias podem atrapalhar o reconhecimento da sua real causa. Outras questões indispensáveis no trabalho de investigação residem na observância da hora do início do incêndio e do aviso ao Corpo de Bombeiros. Assim como no cenário do incêndio quando foi descoberto, bem como em todos os efeitos do fogo que foram verificados, incluindo cor das chamas, cheiro e cor da fumaça, irritação das mucosas, formação de fagulhas, explosões e ‘pontas de fogo’. Não menos importante é relacionar os materiais combustíveis presentes, além de fazer constar o dado referente à direção e velocidade do vento, temperatura local ambiente e posição do sol. Os depoimentos de testemunhas devem ser vistos com reserva, que são importantes quando relatam os princípios de incêndio, mas, pelo efeito emocional, geralmente há muitas declarações contraditórias.

Lembre-se, conhecer as causas de um incêndio serve para evitar novas tragédias. Mas, a principal estratégia que faz toda a diferença chama-se prevenção. Entre as ações preventivas básicas destacam-se vetar o cigarro em locais com grandes quantidades de materiais combustíveis, desligar equipamentos elétricos após final de expediente, proibir as extensões elétricas e, principalmente, a realização de gambiarras em instalações elétricas.

 

Leave a Comment